Onde comer em Pipa?

Onde comer (e beber) em Pipa?

Para saber sobre o que é que Pipa tem, leia estes posts aqui. Tem também diversas fotos que servem de inspiração :)

De tanto que encanta, ela vai recebendo novos moradores de diversos países. Talvez este seja um dos grandes motivos da gastronomia diversa e, muitas vezes, internacional, em Pipa. Aiii, eu comi tão bem ali: peixes frescos, é lógico, e sempre, mas também fui surpreendida com alguns jantares bem sofisticados e até cerveja artesanal da região.

 

Vamos falar sobre preços? Em geral, a comida, em Pipa, não é barata. Em geral, ok? Isso não significa que não existam lugares bacanas a um preço mais em conta. Como eu aluguei uma casa, nós fazíamos diversas refeições já por lá – café-da-manhã, sempre.

Atenção: pense em levar sempre dinheiro, já que alguns lugares não aceitam cartão de crédito.

 

Tapas

Já que todo mundo falava do atum com crosta de gergelim – acompanhado de batata doce com wasabi-, lá fomos nós provar. Eu confesso que não sou crítica gastronômica, mas posso ser exigente. Estava um abuso de gostoso!

Recomendo tanto pela comida quanto pelo atendimento. Não esqueçam de fazer reservas e levar dinheiro vivo (da última vez que fui, em agosto de 2015, não aceitava cartão de crédito).

O Tapas é pra quem procura um jantar descolado com um quê de sofisticação. O atum sempre está pelo cardápio, que pode mudar de acordo com os produtos frescos do dia. O cardápio é uma lousa :)

Why not bar

Durante a procura do Tapas, ainda de dia, só pra que eu pudesse me localizar, encontrei o Why Not Bar (e esse nome, né, por que não ir?). Ok. Olhei, pensei em voltar mais tarde.

Que surpresa! Decoração linda, atendimento também J Os drinks era saborosos, a música boa e uma vista gostosa. Me digam, o que mais eu quero?

Sushi Lounge

Eu visitei Pipa da última vez em agosto. Ou seja, era temporada intermediária - acho que é difícil existir baixa temporada nesse lugar, então a cidade estava mais ou menos lotada. Tinham muitos europeus, já que as férias de verão do velho continente são em agosto.

Confesso que, depois da primeira visita, tive que voltar. Na primeira vez, o lugar estava vazio... Acredito que tenha sido pela segunda-feira logo após julho, antes dos turistas estrangeiros chegarem. Nós fomos tão bem tratados – e recebemos tantos pratinhos grátis para degustar do chef português que nem sei... Não sei como descrever. Foi uma experiência completamente inesperada e que ultrapassou todos os tipos de expectativa – será que tínhamos?

Na segunda vez, estava absolutamente lotado. Não fizemos reserva, então tivemos que esperar um pouquinho pela mesa. Eu não me incomodo nenhum pouco, na verdade, eu fiquei feliz de ver aquele lugar lotado como deveria. Chegando na mesa, recebemos as bebidas e uma entrada grátis – saborosa – já que os pedidos demorariam um pouco mais.

Peixes frescos, fusão de sabores. Sabe que até hoje sonho com este lugar?

Aprecíe

Escolhemos ir ao restaurante pelas avaliações do Tripadvisor e não nos decepcionou. Já contei que fiquei mais de 2 semanas por lá, não é? Queria experimentar.

Tudo o que pedimos estava saboroso! E a rapidez do serviço e dos pratos? Tivemos até que pedir pra demorarem a preparar nosso prato principal porque queríamos aproveitar o restaurante. De entrada o sushi - que estava fora do normal; pratos principais: vegetariano e steak com pimenta-do-reino. Suave!

Fiquei sabendo que o Aprecíe é hoje um dos melhores, se não o melhor, restaurante de Pipa. Além do atendimento, os preços são bons para Pipa: pratos a partir de 45 reais. Os pratos (ainda tem isso!) são bonitos, bem servidos e muito saborosos. A mistura de ingredientes não poderia ser melhor.

 

Toca da Coruja (ocatoca)

Queríamos um jantar especial. Não que precisássemos de motivos, mas estávamos dispostos a gastar um pouco mais pra celebração.

O restaurante Ocatoca fica no hotel toca da Coruja. O hotel ficava no nosso caminho diário para o centrinho da cidade, também localizado na rua principal, o que atiçou nossa curiosidade. O ambiente é lindo, aconchegante, de muito bom gosto. O atendimento é rápido e atencioso – era quase um garçom por mesa. A comida maravilhosa, assim como os vinhos.

 

Orishas Pipa

Foi um lugar que repetimos diversas vezes. Pra almoçar, para o pôr-do-sol, para umas cervejinhas no pós-surf. O dono, um argentino que já mora em Pipa há anos, é uma simpatia.

O cardápio não é muito variado, mas tudo o que comemos sempre nos agradou: simples e gostoso. Sentir a brisa e aproveitar de um happy hour com música ao vivo nos fez voltar e voltar e voltar.

O Orishas Pipa está localizado num ponto estratégico, na praia central, de frente para o mar. Preço honesto, ambiente agradável, baldinho de gelo pra cerveja estar na melhor temperatura, pores-do-sol, pé na areia e música ao vivo.

https://vimeo.com/176183661

 

Tibau do sul e pôr-do-sol

Perguntamos para alguns nativos do município sobre o melhor pôr-do-sol. Nos sugeriram ir até o Cavalo de Fogo, em Tibau do Sul, que está localizado num ponto estratégico: de um lado a lagoa de Guaraíras e do outro a praia.

Pegamos um taxi – normalmente o preço do taxi é acertado com os motoristas, sem taxímetro. Conseguimos uma mesa “na cara do gol”, haha e o espetáculo ainda se tornou completo com a quantidade de golfinhos que brincavam por ali.

 

Mirante sunset bar

O nome já diz, né? E eu aqui repetindo continuamente “pôr-do-sol”, mas fazer o que? Quando eu estou na praia, a mistura de cores e energia entre areia, mar e céu me fazem sentir uma conexão tão gostosa. Eu separo este momento do meu dia na praia pra poder admirar, relaxar, refletir J

Este é um dos lugares que eu adoro. Tem música ao vivo, atendimento bacana, ambiente acolhedor e, claro, as vistas <3 Há um pagamento de uma quantia, na entrada, que é revertida em consumação.

Madeiro Beach Bar

Como íamos surfar no Madeiro com frequência, deixávamos nossas coisas por ali. Sem dúvida, é a barraca/restaurante mais requintada do Madeiro e tem diversas opções saudáveis.

Comi saladas deliciosas e o Duncan sempre pedia pratos com arroz integral. Espreguiçadeiras, cervejinha gelada depois do surf e... Escadaria! Não esqueçam que pra chegar no Madeiro, temos que descer muitos degraus de escada – e, no caso, subir também pra ir embora.

 

Day use Pipa Privilège

Já quase no finalda viagem e num dia flat para o surf (flat significa que não existem ondas pra surfar, o mar está calminho), resolvemos passar o calor no Pipa Privilège.

É um resort entre Pipa e Tibau do Sul no qual podemos pagar o day use pra aproveitar das instalações: piscina, camas no jardim, espaço zen, restaurante e lounge. O melhor de tudo é que o preço pago para o day use é transformado em consumação \o

Chegamos às 11 da manhã e saímos depois do pôr-do-sol, aproveitamos a piscina, as espreguiçadeiras, lemos nossos livrinhos, almoçamos por lá e, sim, ainda pagamos a diferença :D

Se valeu a pena? Olhem só as fotos <3

 

 

 

 

 

Para mais informações: http://www.pipaprivilege.com.br/pt-br/

O que é que Pipa tem?

Onde foi a primeira vez que você surfou? – Num mesmo dia, entre a praia do Madeiro e a do Amor <3
em daí o amor antigo que guardo no peito.

 

*Este é o primeiro de uma série de posts sobre a cidade.

Praia do Amor (ou dos Afogados) vista de cima

A Praia da Pipa, localizada a 80km de Natal e no maior santuário ecológico do Rio Grande do Norte, nos entorpece com variações contemplativas para todos os estilos de visitantes, misturando águas mornas e claras com falésias, dunas e natureza. As praias são moradia de golfinhos e tartarugas marinhas, onde a areia branca completa o cenário natural que nos tira o ar. 

Fim de tarde calminho, pelas falésias

Bem antigamente, Pipa (sou íntima :P) era uma sossegada aldeia de pescadores, até que as boas ondas, a água morna e o visual serviram como imã para surfistas, que começaram a chegar de todas as partes do mundo. Chegaram surfistas e, com isso, os turistas. Hoje em dia, é capaz de ouvirmos menos português do que espanhol, por exemplo, já que a cidade está tomada de turistas e de ex-turistas, que foram chegando, ficando, ficando e, hoje em dia, moram na cidade “encantada”.

Pa-ra-le-le-pí-pe-dos

 

É famosinha por ter uma das noites mais badaladas do Rio Grande do Norte, onde, no anoitecer, podemos ver a Avenida Baía dos Golfinhos (a rua principal) se encher de vida, de gente, de cor. Existem diversos restaurantes, inclusive muitos deles de gastronomia internacional. Barzinhos e discotecas sempre estão cheios, seja em baixa (nunca é tão baixa assim) ou alta estação.

Historinha: 
"O nome "pipa" deve-se ao fato de que os portugueses ao passar de navio pelas proximidades avistaram uma pedra que lembrava um formato de uma pipa. Pipa, em Portugal, é a denominação mais usual para barril de vinho ou de azeite, forma que a pedra fazia lembrar."

Falei de badalação, ainda que tenha falado sobre calmaria. Tem Pipa pra todo mundo! Para aqueles que estão buscando paz e também para os que querem badalação; tem pra quem quer pegar onda (eu!), mas também tem praias de água bem calminhas – na maré baixa, formam-se piscinas naturais; tem prainha pra solteiros e pra famílias inteiras. Só não tem Pipa pra quem estiver de baixo-astral: quer dizer, não tem como ficar de mau humor por ali.

Sim. Pipa, em Tibau do Sul (RN)

Não é nenhuma novidade estar entre as praias mais bonitas do Brasil! Revistei a cidade, em 2015, e ela quase significa um convite de acolhimento de tanto prazer que temos em desbravá-la. E num é que dá vontade de largar tudo e morar ali durante um tempo? 

Como chegar

Pipa é bem próxima de Natal (80km), mas, quando fui, foi melhor chegar por João Pessoa, de avião.

O próprio táxi que nos levou de JP a Pipa nos disse que é muito mais rápido se comparado com Natal, já que o caminho mais curto da capital do Rio Grande do Norte ainda não está pronto, o que nos obriga a entrar na cidade e só depois pegar a BR-101. Já quem vem do sul (João Pessoa, Recife, etc), já pega a BR-101 até Goianinha.

Negociamos a ida e a volta com o mesmo taxista e não saiu mais de 250 reais (em agosto de 2015).

Ônibus (vindo de Natal)

Existe o ônibus da empresa Oceano, um transporte tipo executivo (sem ar-condicionado) que para algumas vezes no caminho, já que ele atendo também os moradores entre Pipa e Natal. A viagem dura duas horas aproximadamente.

Carro

BR-101 sempre em mente, vindo do norte ou do sul. Siga até Goianinha e, a partir daí, deve seguir mais 25km em uma estrada mais lenta, passando por Tibau do Sul até chegar a Pipa.

 



 

27 fotos para inspirar uma viagem à Pipa