Chez Julien e o pré-conceito desavisado

Não sei em qual espaço da minha cabeça estava sempre dizendo: não, este restaurante é turístico demais. Não deve ser bom. Por pura ignorância, resolvi seguir instintos e não li nada sobre.

Tolice.

Depois de morar aqui durante 4 anos, visitar esporadicamente em finais de semana, só AGORA que fui visitar o Chez Julien. E... só fui porque liguei para reservar e não liguei o nome à pessoa, hehe. 

Um pouco antes de ligar pra fazer a reserva, consultei meu site favorito (e o bam bam bam da gastronomia contemporanea), Le Fooding. Fomos de noite e, chegando, disse: "já me surpreendi com o romantismo". 

Olhem as duas fotos abaixo: durante o dia, se for um dia quente, o Chez Julien deixa mesas na parte ao lado, que, por incrível que pareça, acaba sendo escondida do povão turístico. De noite, o lugar muda o jogo e se torna altamente romântico, com direito a velas e atendimento exemplar.

Foto: reprodução do site

foto: reprodução do site

O Chez Julien era uma boulangerie do século XIX, com um teto de vidro pintado original. O lugar ideal para uma noite a luz de velas ou, se o clima deixar, um almojanta (almoço, brunch ou jantar) pelo terraço - adjacente a igreja de Saint-Gervais. Querendo ou não, ainda que seja em pleno Marais-Saint Louis e colado ao rio Sena, o lugar é restrito a locais e conhecedores da cidade. Aquela leva enorme de turista não o frequenta. 

Colhendo informações do site, descobri que quem decorou o lugar foi o très parisien Gérard Cholot, a pessoa que deixou o bistrot no estilo chique francês. Uma cena típica da Belle Époque e suas paredes roxas. Pra completar, o chef Jean Philippe Leboeuf nos convida a saborear um menu com os melhores produtos da estação. 

Por que vamos ao Chez Julien?

- O lugar é um charme. De noite, romântico. De dia (em dias de sol), muito agradavél. O que conta muito pra mim, é estar, ao mesmo tempo, dentro e fora da zona (crowdeada) de turista.

- A comida é sensacional. Lembro do Duncan repetindo diversas vezes o quanto amou o Chateaubriand au poivre. 

- O atendimento é sorridente (ufa!) e feliz. Não tenho do que reclamar... Aliás, tenho que agradecer porque nos deram o lugar na janela da frente, o mais "disputado".

- O ambiente é muito agradável. A mistura entre o clássico e confortável é na medida certa.

- O lugar, de novo. Mas agora falo sobre a localização. Não tem como bater. 

- O preço. Achei o preço razoável por oferecerem tudo o que citei antes. Não vai ser a melhor comida da tua vida, mas, seguramente, vai valer a pena. 

Abaixo, as fotos que peguei do site, já que fui na correria e nem o celular tinha bateria. Prometo voltar. 


Infomações:
Rue du Pont Louis-Philippe, 75004 Paris
Phone: +33 1 42 78 31 64
http://www.chezjulien.paris/