La Maison Plisson: a Boulevard Beaumarchais e seu novo lado

Meu segundo mês em Paris foi de sorte, digamos assim. Depois de procurar apartamento – só tinha um mês pra encontrar um lugar pra morar, encontrei um apê provisório, com tudo incluído, por 6 meses, no Boulevard Beaumarchais, na divisa do Alto Marais com o 11ème, bairro que morei durante 4 anos (de 2006 a 2010).

Um post somente sobre o 11ème, bairro que está muito na modinha, cheio de lugarzinhos novos, restaurantes hypes e etc e tal está em vias de edição pra vocês se situarem. Mas só pra deixar um pouco mais claro aqui, a Boulevard Beaumarchais era uma avenida pra pessoas que buscavam assuntos relacionados à fotografia e motos; hoje em dia, é, como eles citam no Conexão Paris, um corredor cool-fashion-gastronômico.

A Maison Plisson é dividida em dois espaços, pode-se dizer. Um deles, é um café-restaurante e padaria e, o outro, é pra que a gente compre o melhor do melhor dos produtos: frutas, legumes, verduras, queijos, carnes, embutidos. Eu confesso que os produtos são tão frescos que cheguei lá com vontade de comer folha pura (e olha que eu já amo salada, mas aquelas...). E digo isso porque os produtos que eles vendem lá são selecionados dos melhores produtores e passam por um processo grande pra serem vendidos. Lembro alguém comentando que era um “milagre” o local não falir antes mesmo de abrir, hehe.

Idolatrada por uns, uma decepção pra outros (como neste post do Le Monde ), onde eles afiram que o lugar é caro demais e a comida pesa...  Bom, despercebido não passa. Chama a atenção logo de cara, por sua fachada verde com grandes vidraças, dividas pela porta de entrada um edifício. Mesinhas na rua e, acabando de passar por uma renovação, agora vai ter uma proteção do vento e, acredito que aquecedores no inverno (estamos em pleno verão).

O café/restaurante neo-burguês foi construído todo em granito e madeira, e pensado pelo chefBruno Doucet (dos Régalades de Paris) e confirmada pelo outro chef Yves Camdeborde. Quando fui visitar pela primeira vez, em maio de 2016, eles estavam comemorando um aninho de idade e o menu tinha pratos especiais de diversos chefs da cidade. Uma delícia, não posso negar – mas também não é dado. O preço é salgadinho, mas é equivalente ao que eles pretendem oferecer: os melhores produtos da França.

Um sonho: aprender a fazer esta sopa de aspárgus com ricota

Salada com bolinhos de carne

Não esqueço o sabor desta salada Thai <3

Numa próxima visita, só fui ao lado da Alimenatión Générale e confesso: morri pela boca, já que compramos os melhores queijos de cabra que provamos desde abril.

Veredito: Tem que ir pra julgar. As opiniões são diversas :) Mas não se engane, não: nos finais de semana, a fila pode estar grande. Hurry up!

 

Onde? 93 Boulevard Beaumarchais, 75003
Que horas? Aberto todos os dias de 8:30 às 21, exceto domingo, que abre de 9 às 19h.