Septime e a quinta-feira inesperada

O chef atrás da degustação

O chef atrás da degustação

Não era o dia. Bom, digamos que não era o melhor dia, não poderia ser naquele dia. Em plena quinta-feira, 13h, antes de uma mudança de apê e no mês que gastamos um pouquinho mais, claro: tínhamos acabado de chegar em Paris. 

Mas... era o Septime, minha gente, e eu, quase sem querer, consegui uma reserva. Aqui, podemos dar de cara com Monica Bellucci ou Vincent Cassel e tudo isso é pela comida! No Septime, eles não brincam com esta parte da experiência. Tens noção? 

Treinado por Passard (http://www.alain-passard.com), Bertrand Gébraut é modernete e inaugurou seu Septime há 5 anos, um neo-bistro causal e já com uma estrela michelin. Foi e continua sendo uma das melhores mesas na cidade e está em quase todas as listas de "must eat", em Paris. 

Não pense em chegar e ter que seguir aquelas regras de politesse da gastronomia tradicional. No Septime, o menu é de papel e o ambiente é cool. Os garçons são teus amigos e deixam a atmosfera mais amical ainda - com direito a piadinhas e tentativas de falar inglês (pelo Duncan) AND português :)  O Bertrand (sou íntima, haha) não dá muita bola pro guia Michelin, ele prefere estar entre a top lista do Le Fooding - e está, há 4 anos seguidos. 

No som, Jimmy Hendrix. Nossos vizinhos de mesa, com certeza são pessoas da área gastronômica ou meus amigos que viajam o mundo. Na cozinha (aberta), vemos o talento do chef e aproveitamos pra admirar como eles preparam as delícias que estão por vir.

Pedimos o menú aberto, claro, que é o menú desgustação. São surpresinhas saborosas a cada prato, a cada apresentação: 2 entradas, 2 pratos principais e 2 sobremesas. Mas existe um menú muito mais em conta pra quem quer escolher à la carte. 

Os pratos são simples e sofisticados ao mesmo tempo. Não é pra esperar AQUELA grande criatividade só por ser neo-bistro, mas há de esperar pratos frescos, poucos ingredientes (no menu mesmo só aparecem 3 por prato), uma decoração rústica que me lembrou muito o estilo de fazenda e atendimento bacanudo (não espere serviço classudo só porque é uma estrela michelin). Ah! E a lista de vinhos é grande, mas contém o pichet de vin, se quiserem provar o vinho da casa por somente 20 euros. 



A dificuldade

Sempre: a reserva. Só conseguimos reservar no Septime com 3 semanas de antecedência. Todos os dias, abre a vaga pro próximo dia 21, claro, já que todos os dias anteriores estão reservados. 

Tem que ter sorte, mas também é possível ligar pra ver se alguém desistiu, saber se tem uma vaguinha e se eles podem te incluir neste dia. Conversando com o garçon, ele me falou da opção de ir direto ao restaurante, conversar com eles e saber das possibilidades de reserva. Disse que pra quando eu quiser voltar, o melhor é fazer isso, já que moro aqui e eles nos disponibilizam mais tempo pra reserva. Oh la la. 

E foi exatamente por isso que eu, reservando sem querer, não queria perder a oportunidade de visitar este restaurante que por uma visita, já é um dos meus favoritos. 

O menu

Foi lindo. Não pedimos nada com restrição (eles te perguntam sobre alergias, ingredientes que detestas). Deixamos o chef nos surpreender. Lembro até que o Duncan disse: "já me levaste naquele Dos Palillos, em Barcelona e eu comi tudo, por que pediria algo com restrição aqui?" (Dos Palillos é maravilhoso, mas é uma mistura exêntica de comida asiática, comemos até os percebes).

Vou anexar a foto do menú aqui pra vocês. Confesso que até a sobremesa, eu comi - e eu não gosto de doce, mas amei. 



Informações

O Septime fica no hypado 11ème arrondissement
80 rue de Charonne
75011
Telefone: 01 43 67 38 29

O restaurante não abre nos finais de semana. 
Aberto de segunda a sexta de 12h15 às 14h (menos segunda) e de 19h30 às 22h. 

Os menús do almoço e do jantar são diferentes. Assim que conseguir ir lá pela noite, faço um update no post.