Belfast: 48 horas na cidade

Compacta e pitoresca, a vitoriana cidade da Irlanda do Norte tem uma história de conflitos e vive um presente vibrante. Com menos de 280 mil habitantes, Belfast desafia os visitantes e oferece mais atrações do que podemos imaginar.  Capital desde que o país se tornou uma entidade política autônoma, em 1921, mostra o período conturbado de sua história recente em atrações turísticas bem particulares, como os muros políticos e o hotel Europa, conhecido como o mais bombardeado da Europa Ocidental. No entanto, não são só os resquícios de conflitos entre unionistas (protestantes) e separatistas (católicos) que movimentam a cidade. Sem sombra de dúvidas, a charmosa capital merece maior atenção.


O centro de Belfast é uma mistura impressionante de arquitetura vitoriana, eduardiana e georgiana. Passear por suas ruas revitalizadas pode ser uma experiência e tanto. Elas são uma curiosa mistura de pubs e igrejas, um ao lado do outro. Explorar a cidade é bem fácil e existem várias ruas no centro que são somente para pedestres. Isso ajuda na visita a alguns edifícios importantes como o City Hall, um dos símbolos locais e que ocupa a Donegall Square inteira; e o Albert Clock, uma torre nitidamente torta com um relógio no topo em homenagem ao Príncipe Albert.


Recortada por campos verdes, penhascos e praias de pedras, a cidade irlandesa é um ponto que merece ser conhecido. Se estiver por perto, siga este nosso roteiro:

HISTÓRIA POR TODOS OS LADOS


O Black Taxi Tour: Não foi somente Berlim que teve um muro de separação entre seus habitantes. A diferença entre a barreira da capital alemã e a de Belfast é que na Irlanda do Norte ela ainda está de pé e separa católicos e protestantes, literalmente, até hoje. O tour tem caráter político, religioso e social. Surpreende por diversas vezes e provoca sentimento de indignação. São mais de dois mil muros espalhados pela cidade e, durante todo o percurso, o “taxista” que leva os visitantes – sim, este roteiro é feito em um táxi preto – dá uma aula de história. Só assim é possível entender diversos momentos dos conflitos, passando por lugares bombardeados e narrando trajetórias como a de Bobby Sands, voluntário do IRA que morreu na prisão quando fez uma greve de fome. A saída para este “passeio” acontece no Solidarity Wall, seguindo para a Fall road (o reduto dos católicos); e termina em Shankill Road, onde está a maior concentração de protestantes.


O black cab leva o viajante para conhecer os muros que separaram por anos a cidade / Foto: Mayra Jinkings

Onde: a principal empresa que proporciona este tipo de tour é a Belfast Tours. Basta ligar e combinar com o guia para acertar o local de encontro e a hora. Informações emwww.belfasttours.com.
Contato: taxitours@msn.com ou pelo telefone +44 02890 642264


POR DENTRO DO TITANIC

Museu Titanic Belfast: aberto em março de 2012, o novíssimo museu é composto por nove galerias com várias dimensões de exibição, unindo efeitos especiais, reconstruções em larga-escala com inovadoras formas de exploração da história do Titanic. Pouca gente sabe, mas o navio foi construído em Belfast e naufragou em 1912 nas águas do oceano Atlântico.  O passeio não fica chato porque o visitante descobre como o Titanic foi construído de maneira interativa – com direito a uma exploração do fundo do mar.

Preço: entrada 14,75 libras
Onde: Queens Island, Belfast BT3 9DT, UK / Telefone: + 44 28 9076 6386


COMER E BEBER NO BAIRRO DA MODA

Pequenina, Belfast é um convite para passeios a pé. E o final do dia é perfeito para explorar as ruas em busca de pubs e restaurantes. Há alguns anos, o point gastronômico tem se concentrado em torno do Cathedral Quarter. Localizado na parte norte da cidade, o bairro está repleto de bares design e restaurantes premiados, criando uma “deliciosa dificuldade” para quem quer comer bem, já que são diversas as alternativas.


O Made in Belfast é um destes que vive LO-TA-DO desde a hora de abertura até o final do expediente. Motivos para isso não faltam: uma decoração cool, garçons simpáticos, comida boa e um ambiente muito agradável. Indispensável fazer reserva para poder comer por lá. Se quiser acertar direto, é o restaurante perfeito.

Endereço: Cathedral Quarter Talbot St, Belfast BT1 2QH, UK.  Telefone:+44 28 9024 4107

Já o The Spaniards é o bar do momento e parada obrigatória. Muito bem frequentado e sempre cheio, o pub tem música ao vivo, dois andares, bebida barata de qualidade, comidinhas espanholas e um ambiente bem eclético. Tá explicado o sucesso!

Endereço: Cathedral Quarter 3 Skipper St, Belfast, County Antrim BT1 2DZ, UK. Telefone: +44 28 9023 2448